A olheira é a causa do desconforto de muitas pessoas, principalmente nas mulheres, que não abrem mão do corretivo antes de sair de casa.

Engana-se quem pensa que só existe um tipo de olheira. Seja com bolsas, coloração escura, flacidez, rugas ou sulcos, o problema, geralmente, confere aspecto cansado ao visual.

Boa parte dos casos são de origem genética, porém, outros são resultado de fatores adquiridos ao longo da vida.

 

Causas:

As olheiras podem ocorrer por 3 principais componentes: 

  • Alta concentração de melanina (componente melânico): apresentando coloração marrom; 
  • Congestionamento dos vasos (componente vascular): apresentando coloração vermelho-arroxeado; 
  • Depressão anatômica da região (componente estrutural): apresentando aspecto sombreado. 

 

Tratamento:

O tratamento pode ser feito com compressas geladas de chá de camomila, úteis especialmente nos casos associados a inchaço das pálpebras inferiores (bolsas), produtos tópicos contendo substâncias clareadoras e/ou descongestionantes, procedimentos a laser no caso das olheiras melânicas e/ou vasculares, e preenchimento com ácido hialurônico, para preencher a depressão da olheira (componente estrutural), e também estimular a formação de colágeno a longo prazo, amenizando as ruguinhas abaixo dos olhos.

Muitas vezes as olheiras são causadas por mais de um dos componentes, por isso o tratamento das olheiras deve ser sempre individualizado.

Consulte o seu dermatologista e inicie o seu tratamento para combater as olheiras!

 

Dra. Luiza Archer 
CRM 52.91136-4
Dermatologia