A doação de leite materno salva a vida de milhares de crianças prematuras no Brasil. 

Para incentivar ainda mais a doação de leite materno, o Ministério da Saúde juntamente com a Rede Global de Bancos de Leite Humano promovem a Campanha Nacional de Doação de Leite Humano marcando o dia 19 de maio, como o Dia Mundial de Doação de Leite Humano.

Por que doar?

A doação de leite materno é importante, porque ajuda a salvar a vida de milhares de recém-nascidos prematuros e de baixo peso (abaixo de 2,5 kg) internados, que não podem ser amamentados pela própria mãe.

Somente no ano passado, a doação de leite materno no Brasil beneficiou 165 mil recém-nascidos internados.

O modelo de Banco de Leite Humano brasileiro é referência internacional e, desde 2005, o Brasil transfere tecnologias que alinham baixo custo com alta qualidade para 23 países da América Latina, Caribe, Península Ibérica, África e outros países europeus.

Hoje, o Brasil conta com 221 bancos de leite humano e 199 postos de coleta.

Com isso, a rede global de bancos de leite humano no Brasil consegue suprir apenas 60% da demanda para os recém-nascidos prematuros e/ou de baixo peso internados nas UTIS Neonatais do país. 

Isso significa que 40% dos bebês internados que precisam do leite materno não podem contar com ele na sua alimentação. Por isso, o Ministério da Saúde, em parceria com a Rede Global de Bancos de Leite Humano, realiza todos os anos uma campanha para sensibilizar mulheres que amamentam para que doem leite materno.


Toda mulher que amamenta é uma possível doadora de leite materno? 

Sim, para doar, basta ser saudável e não tomar medicamentos que interfiram na amamentação. Confira as instruções para a coleta, entre em contato com o Banco de Leite Humano mais próximo e seja uma doadora. Seu gesto pode fazer a diferença na vida de muitas crianças.

Mas qual a quantidade que deve ser doada?

Um pote de leite materno doado pode alimentar até 10 bebês prematuros e/ou de baixo peso. Por isso, não se preocupe com a quantidade mínima para doação. Qualquer quantidade é importante.

Você sabia?

  • A produção do leite depende do esvaziamento da mama, por isso, quanto mais a mulher amamenta ou esvazia as mamas, mais leite ela produz.
  • Todo leite doado é analisado, pasteurizado e submetido a rigoroso controle de qualidade, antes de ser ofertado a uma criança.
  • Bebês que estão internados e não podem ser amamentados pelas próprias mães têm a chance de receber os benefícios do leite materno com a sua doação.
  • Com o leite materno, a criança se desenvolve com saúde, tem mais chances de recuperação e fica protegida de infecções, diarreias e alergias.

A Nutrindo Ideais, apoia a campanha!

Se você está amamentando ou conhece alguém que está, incentive a doação.
Um pouquinho do que você doa é tudo para quem precisa!

 

 

Referência: Ministério da Saúde