Pé de Atleta

ped-site

O pé de atleta, também conhecido popularmente como frieira, tecnicamente se chama intertrigo intertriginoso, e é uma micose da região entre os dedos dos pés.

É causado por fungos, e ocorre mais frequentemente em atletas por conta da umidade constante nos pés por suar em excesso ou pela prática esportes aquáticos. O uso de meias e sapatos úmidos também favorece o crescimento de fungos nos pés, podendo causar inclusive outros tipos de micoses.

O pé de atleta é contagioso e pode ser transmitido através do contato direito com a pele acometida, contato com pisos contaminados (piscinas, saunas, banheiros) ou através do uso de toalhas, meias e sapatos contaminados. Porém, felizmente não é uma micose de fácil transmissão, graças à barreira de proteção natural da pele e ao seu sistema imunológico.

Os sinais e sintomas do pé de atleta são placas avermelhadas e/ou esbranquiçadas entre os dedos dos pés, com coceira, ardência e/ou dor, ocasionalmente descamativas. A infecção pode acometer apenas um espaço entre os dedos dos pés, ou vários, e o fungo pode se propagar para as unhas ou outras regiões do corpo, como as mãos, caso o paciente coce com frequência a região acometida.

Geralmente, o diagnóstico dessa micose é feito através da apresentação clínica da lesão, mas podem ser necessários exames complementares, como o exame micológico direto, entre outros.

O tratamento é feito à base de pomadas, loções ou pós contendo substâncias antifúngicas, porém, nos casos mais extensos, pode ser necessário o tratamento com antifúngicos orais. É fundamental ser avaliado por um médico capacitado para indicar o melhor tratamento dependendo de cada paciente.

Cuidados gerais também são muito importantes para se obter uma melhora mais rápida, e prevenir recidivas, como manter os pés limpos e secos (principalmente a região entre os dedos dos pés), utilizar meias de algodão e evitar os tecidos sintéticos, evitar permanecer muito tempo com calçado fechado, e evitar andar descalço em pisos possivelmente contaminados.