EUA proíbem sabonetes que “matam até 99,9% das bactérias”

nutrindo-sabonete-antiseptico
Há poucos dias o FDA – Food and Drug Administration – proibiu o uso de 19 substâncias presentes nos sabonetes antissépticos.
 
Segundo a reportagem feita pela Exame, há 3 anos foram solicitados estudos que comprovassem a eficácia dos sabonetes antissépticos em relação aos sabonetes comuns, mas nenhuma marca enviou o material necessário para comprovação.
 
Após esse período, o FDA apresentou diversos estudos associando ingredientes contidos nos sabonetes antissépticos a danos à nossa saúde a longo prazo. Um desses agentes é o triclosan, possivelmente associado a alterações hormonais. 
 
Outra preocupação se relaciona ao risco de resistência bacteriana pelo uso regular, muitas vezes desnecessário, das substâncias bactericidas contidas nesses sabonetes. Os produtos indicam combater 99,9% das bactérias e, com isso, as bactérias restantes podem estar desenvolvendo resistência aos medicamentos com ação antibiótica que utilizamos em casos de infecção bacteriana.
 
As empresas têm até 1 ano para tirar os produtos com essas substâncias do mercado.
 
Ken Cook, cofundador e presidente do Grupo de Trabalho Ambiental aplaudiu a proibição anunciada.
 
“Esta decisão da FDA é uma importante vitória para a saúde humana e o meio ambiente”, disse. Cook defendia há uma década esta proibição.
 
A melhor opção ainda é optar pela dupla água e sabão! Qualquer dúvida, consulte um médico de confiança!
 
 
Dra. Luiza Archer – Dermatologia e estética